Publicado em 2018-07-20 02:35:56

LLoobbooss ddee EEaasstt AAnngglliiaa 0033 MMaarriissaa CChheenneerryy Relutantemente Sua Pesquisa: Mell Revisão Inicial: Janaina Oliveira Revisão final e formatação: Lya E Descrição: Quando Nika emigrou da Califórnia até Norwich, Inglaterra para tocar um pub com seu então namorado inglês. Ela nunca esperava que ele a deixasse por outra mulher quando as coisas ficassem difíceis. Agora se tornou prevenida quando o assunto é homens, ela os renunciou durante algum tempo. Até que numa noite um homem bonitão chega ao pub e se pergunta se ela faz parte do menu. Ela não estava pronta para começar uma nova relação, e lutaria contra sua atração por ele. Garrick sabe que Nika é sua companheira quando seu cheiro desperta seu lobo. Ele nunca se importou realmente se encontraria sua companheira ou não, agora que ele a encontrou, ele a quer como sua. Contar a ela que ele é um guerreiro imortal, um lobisomem é algo que ele quer adiar até que ela o conheça melhor. Mas Nika exige que ele revele a verdade sobre seus segredos ou ira perde–la. Mas dizendo a verdade ele pode perdê–la de qualquer maneira. Lobos do East Anglia 3 3 Capítulo Um Com um golpe na toalha, Nika Ryder limpou a marca molhada em cima do balcão. Terminando a limpeza, ela seguiu até o cliente que estava do outro lado. – O que posso servir para você beber, Mike? – Ela perguntou ao homem, um de seus poucos clientes regulares. –Uma cerveja escura cairia bem neste momento, amor. – Nika sorriu. – Um copo de cerveja escura saindo. – Ela seguiu para a torneira e encheu o copo de cerveja. Depois que ela colocou na frente de Mike, pegou seu dinheiro, e colocou no registro atrás dela. Ela olhou para o salão aberto e suspirou. Ela esperava que o pub estivesse muito mais ocupado hoje à noite. O pub, The Old Sow, era de Nika, e sua única fonte de renda. Quando ela emigrou para o Reino Unido de Sacramento, Califórnia há nove meses atrás, ela não esperava ser a única proprietária de um pub na cidade de Norwich. Não, a idéia de possuir um pub tinha sido do seu então namorado. Ela encontrou David na Califórnia. Ele era nascido em Norwich, e depois de ficar juntos por um ano, ele a convenceu de um grande plano; o de retornar a sua cidade natal e abrir seu próprio pub. Nika resmungou para se mesma enquanto ela servia outro cliente que se sentou em um dos banquinhos. Deixando-se levar pela conversa de David seu primeiro erro foi à mudança para o outro lado do mundo, este tinha sido seu primeiro engano. A segunda foi quando ela acreditou que ele realmente a amava o suficiente para ficar com ela, quando coisas começaram a ficar difíceis. Depois de seis meses de trabalho duro o maldita pub não lucrou à quantia que eles esperavam e o bastardo a deixou por outra mulher, que morava em Londres. Então Nika ficou presa em Norwich com um pub que estava apenas lucrando o suficiente para ficar aberto e não oferecendo o suficiente para que ela voltasse para os Estados. Relutantemente Sua Freqüentemente, Nika se imaginava estrangulando o rato bastardo de seu ex–namorado. Ela teria muita satisfação em escutar o imbecil lutar para conseguir respirar. Como não havia muitos clientes, Nika voltou para a cozinha para ter certeza que tudo estava bem com o seu cozinheiro. Ela herdou Lee quando ela e David compraram o pub dos donos originais. Com seus quase quarenta anos, Lee trabalhava na The Old Sow por vários anos. Se não fosse por ele, Nika não tinha nenhuma ilusão para o fato que ela teria quebrado depois que David fugiu saindo de sua vida. Lee era sua pedra de apoio em momentos difíceis. O homem sabia como administrar o pub melhor do que ela. Anos atrás nos Estados Unidos, ela trabalhou em alguns pubs, mas isso não lhe deu nenhuma experiência de como levar seu próprio estabelecimento. Empurrando a porta da cozinha está abriu, Nika colocou sua cabeça para dentro e olhou ao redor e sorriu quando Lee ergueu os olhos da preparação de uns poucos pedidos de comida que tinham recebido. – Como está tudo aqui? – Ela perguntou. – Bom. Como vão as coisas lá fora? – – Quatro mesas e algumas pessoas sentadas no balcão. – – Então em outras palavras, esta longe do que você esperava para uma sexta–feira à noite. – Nika suspirou. – Não. Eu gostaria de saber como atrair uma multidão para cá. – – Só dê tempo para isso. Só precisa de mais alguns freqüentadores regulares e os negócios melhorarão. – – Lee, sempre otimista. Eu queria poder acreditar e manter sua atitude positiva. Têm sido longos oito meses desde que o The Old Sow reabriu com novos proprietários, e os clientes só gotejam. Eu só queria não ter escutado David quando ele sugeriu que fechássemos o pub por um mês para fazer algumas reformas. – Lee puxou uma pequena panela laminada do forno com comida fumegante. Ele então a colocou no balcão de aço inoxidável debaixo das luzes aquecidas. Como Nika não tinha condições de pagar a outro empregado, ela trabalhava no bar e também servindo a comida. Andando dentro da cozinha, Nika foi e pegou a bandeja no seu lado do balcão. Ela então perguntou. – Qual mesa é este? – – Mesa três. – Lee respondeu. – Eu sei que disse isto antes, mas eu vou dizer isto novamente. Você sempre pode tentar vender o pub. – Nika agitou sua cabeça. – Não, isto não é uma opção. Eu não poderia, pois não seria capaz de vendê-la alto o suficiente para saldar todas as dívidas, e ainda sobrar dinheiro para alugar um Lobos do East Anglia 3 5 apartamento enquanto eu procuro por um trabalho. Pelo menos mantendo a pub eu posso viver no andar de cima sem pagar aluguel. – Lee levantou suas mãos em sinal de redenção. – Eu sei, eu sei. Vá servir a comida antes de esfriar. – Levando pratos em ambas as mãos, Nika usou seu quadril para abrir a porta de balanço, e serviu a comida. Feito isso, ela retornou ao pub. Quando ela caminhou atrás do balcão, a porta do pub foi aberta e um homem entrou. Nika olhou fixamente quando ele olhou ao redor antes de caminhar lentamente para um das vazias mesas na parte de trás do salão. Seu olhar o seguiu. Ele era enorme, pelo menos seis pés meio mais altos que ela e um com corpo musculoso. Seu cabelo marrom desgrenhado apenas tocava o topo de seus ombros muito largos. Nika abaixou o olhar para sua bunda, vestida em uma calça jeans apertada e respirou fundo. O homem tinha uma dura e musculosa bunda que ela adoraria por suas mãos. Dando-se um bofetão mental no rosto, Nika disse a si mesma para voltar ao normal. Depois de David, ela renunciou aos homens por enquanto. De nenhuma maneira ela queria se achar na mesma situação- jogada fora por algo melhor. E, além disso, dirigindo o pub cinco dias por semana não sobrava exatamente tempo para encontros, ainda que ela quisesse. Era muito bom olhar, mas isso era até onde ela queria ir. Garrick deslizou na cadeira em uma mesa nos fundos e esquadrinhou a pub. Ele não teve nenhuma sorte caçando sua presa hoje à noite; os lobisomens Fenris1 que pareciam mentira, então ele decidiu parar pelo The Old Sow para um copo antes de retornar a mansão. Ele não tinha estado lá no pub desde que os novos donos reabriram os negócios. Ele notou a pintura nova nas paredes e a decoração atualizada. Definitivamente uma melhoria, muito menos sem graça que ele se lembrava. Obviamente eles fizeram algumas melhorias na esperança de atrair mais clientes, mas o pub não estava nem um quarto cheio. Se hoje à noite era um indicativo da quantia de negócios que eles normalmente faziam, ele teria que perguntar quanto tempo os novos donos levariam antes deles de desistir. Seu olhar caiu sobre a mulher servindo bebidas atrás do pub. Ele assistiu seu longo, e leve cabelo loiro que caia ao redor dos ombros. Ela parecia jovem, comparado a seus bem mil anos, todo mortal era jovem. Garrick a assistiu por alguns mais segundos antes de girar esquadrinhando o resto do pub, procurando por um garçom ou garçonete. Ele estava pronto para uma cerveja. 1 - Fenris, Fenrir, ou ainda Fenrisulfr, é um lobo monstruoso da mitologia nórdica. Filho de Loki com a giganta Angrboda, tem como irmãos Jormungand (a serpente de Midgard) e Hel (a Morte). Relutantemente Sua Quando ele não viu ninguém mais servindo os poucos clientes que ocupavam uma difusão de mesas, ele percebeu que a loira devia trabalhar sozinha no pub. Claro, depois de servir uma cerveja para outro cliente, ela caminhou em torno do pub e veio em sua direção. Agora capaz de visualizar seu rosto, ele gostou do que viu. Ela era mais que bonita com maçãs do rosto alta, nariz pequeno, e lábios cheios. Sendo um lobisomem, ele pode ver a cor de seus olhos da distância que os separava. Eles eram azul violeta. Ele correu seu olhar fixo de cima abaixo seu corpo era delgado cheio de curvas evidenciadas por sua calça jeans apertadas e ajustadas, a camiseta cinzenta não escondia nada. Seu sorriso cresceu mais quando ela se aproximou. Ela estaria a altura de lhe dar um pouco de diversão antes da noite estar terminada? Quando ela alcançou sua mesa e seu odor lavado o invadiu, Garrick enrijeceu quando seu pênis imediatamente ficou duro como pedra, lutando contra o zíper de sua calça jeans. Ele extraiu outra golfada de seu aroma inebriante e teve que lutar para impedir seu lobo, suas mãos em punho foram colocadas sobre o balcão para controlar suas garras de romper pelas pontas de seus dedos. Dentro dele, seu lobo lançou a cabeça para trás e uivou com desejo. A mulher sorriu e perguntou. – O que eu posso servi para você beber? – O som de seu acento americano fez Garrick querer ouvir mais disto, de preferência, ela gritando seu nome enquanto ele socava nela. Seu pênis estremeceu dentro de sua calça jeans quando seu olhar caiu sobre sua boca, e ele a imaginou a usando para chupar seu pênis. – Oi? Você quer pedir agora, ou você precisa de mais alguns minutos? – Ela perguntou. Garrick espremeu suas mãos mais apertadas, sentindo as pontas de suas garras em baixo da superfície de sua pele. Ele tinha que se recompor antes de seus olhos virarem de lobo. – Eu quero uma cerveja. – ele conseguiu dizer rigidamente. Ela movimentou a cabeça, então girou para caminhar de volta em direção ao pub. Ele a seguiu com os olhos. Por Tiw, o Pai do Céu, ele estava perdido. Tendo assistido dois de seus companheiros de armas, Raed e Algar, encontrarem seus pares, Garrick conhecia os sinais. E ter o cheiro de uma mulher agitando seu lobo era o primeiro. A loira tinha que ser a única mulher destinada a ele. Ele não sabia o que sentir sobre isto. A idéia dele encontrando sua companheira o deixou indiferente sobre a coisa inteira. Garrick apreciava as mulheres, mas ele nunca teve o desejo de querer uma o bastante para continuar com ela. Ele se divertia enquanto durava então seguida, ia embora quando terminava. Com uma companheira, não existiria nenhum ir embora, nunca. A loira retornou a sua mesa levando seu copo de cerveja. Depois que ela colocou na frente dele, Garrick tirou de seu bolso notas suficiente de libra para pagar e entregou a ela. Lobos do East Anglia 3 7 Antes de ela ir embora, ele disse: – Seu chefe deveria contratar para você outro par de mãos para ajudar. Eu notei que você está no bar e servindo as mesas. – Ela riu e agitou sua cabeça. – Eu sou o chefe. Eu sou a proprietária do pub. Eu adoraria ter mais alguns funcionários, mas no momento você terá que me aturar. – – Eu não sabia que uma americana tinha comprado o pub. De que parte você é? – – Califórnia. Sacramento, para ser mais exata, mas eu chamo Norwich de minha casa agora. Se você quiser outra cerveja, é só me acenar. – Ela estava indo embora, mas Garrick a parou mais uma vez, querendo a manter próxima. –Qual é seu nome? – – Nika. – – Eu sou Garrick. – Ele esticou sua mão e esperou que Nika fizesse o mesmo. Quando ela fez, ele fechou sua mão ao redor da sua, passando seus dedos rapidamente sobre sua pele macia. A tocando o fez querer puxá-la sobre seu colo e ver se seus lábios eram tão adoráveis quanto eles pareciam. Como se ela visse algo insinuante em sua expressão que indicava o que ele estava pensando, Nika puxou sua mão até que ele soltou e se afastou um passo longe da mesa. Garrick não deixou de perceber o leve rubor em suas bochechas, ou a respiração profunda que ela tomou. – Foi um prazer conhecer você, Garrick. – ela disse. – Mas eu realmente devia voltar para o bar. – Nika girou e teceu seu caminho em torno das mesas para o pub na outra parte do salão. Garrick levantou seu copo de cerveja e tomou em um gole. Ele a assistiu se mover por toda o pub e não perdeu nada do que ela fez. Como se ela sentisse seu olhar, Nika olhava em sua direção de vez em quando. Garrick se sentou lá, cuidando de sua cerveja, até o resto dos clientes partirem lentamente, deixando ele só, sentando no bar. Sabendo o que Nika seria para ele, o deixou relutante em abandonar o pub e sua companheira. Até agora, ele memorizou tudo de suas características únicas, e seu odor queimava propriamente em seu cérebro. Ele a queria... Não, ele estava faminto pelo seu sabor, sentir seu gosto antes dele a deixar para a noite. Relutantemente Sua Agora que eles estavam, basicamente, sozinhos - com exceção do macho mortal que ele cheirou na cozinha - Garrick tinha a intenção de sentir seu gosto. Quando Nika saiu detrás do balcão, vindo em sua direção, ele levantou da mesa e a encontrou no do meio caminho. – Eu só estava indo te dizer que é hora de fecharmos. – Ela disse com um sorriso. Ele deixou um pouco da fome que sentia transparecer em seus olhos. O sorriso que ela usou desapareceu quando seu olhar violeta se apegou ao seu. Ele ouviu seu coração bater um pouco mais rápido. A visão da ponta de sua língua saindo para lamber seus lábios quase o desfez. Seu pênis latejava, e doía de vontade de puxá-la em seus braços para mostrar a ela o quanto o afetou. Ao invés, ele se moveu um pouco mais perto. Para seu prazer, ela não se moveu. – Adivinho se você está fechando eu deveria seguir meu caminho. – ele disse se aproximando mais. – Mas eu voltarei. Eu encontrei algo aqui do qual estou muito interessado. – ele agora estava tão perto que Nika teve que içar seu pescoço para o olhar no rosto. Ela tragou audivelmente, e então disse em um sussurro rouco, – Oh. E o que seria isso? – Ele inclinou a cabeça até que ficaram poucos centímetros entre seus lábios. Garrick aspirou mais seu perfume inebriando seus pulmões. – Algo que eu quero muito. Algo que eu espero que me queira muito da mesma maneira também. – Os lábios de Nika se separaram bruscamente, respiração ofegante. Garrick abaixou sua boca para sua, esperando finalmente conseguir o primeiro gosto de sua companheira. Ela lhe deu todos os sinais que deixaria ser beijada. Pouco antes de seus lábios se encontrarem, a mão dela subiu rapidamente para cobrir sua boca, e ela se afastou. Ela então, pois alguma distância entre eles. Garrick piscou com surpresa. Ela o recusou. Por que ela faria aquilo quando todo seu corpo estava dizendo a ele sim? Além de sua respirando acelerada, os mamilos cresceram tensos em baixo de sua camiseta, e o cheiro de sua excitação se misturou com o dele. Ele tentou fechar a distância entre eles novamente, mas ela estendeu a mão em sua direção e agitou sua cabeça. – Desculpe Garrick, mas eu não sou um dos itens do cardápio. – Destemido, ele perguntou. – Você faria uma exceção para mim? – – Não. – – Eu definitivamente faria seu tempo valer à pena. Toda. Longa. Noite. – Garrick fez sua voz mais rouca enquanto ele dizia aquelas últimas três palavras. Lobos do East Anglia 3 9 Nika estremeceu, e o odor de sua excitação cresceu mais forte. Ele pensou que havia conseguido então, ela agitou sua cabeça, e formando uma carranca no rosto. – Boa tentativa, Garrick, mas eu não estou abocanhando. Antes de Garrick conseguir dizer qualquer outra coisa que poderia motivar Nika a ver as coisas a sua maneira, a porta da cozinha se abriu e um macho mortal entrou no pub. Ele olhou para Garrick e então para Nika. Para ela e depois para ele novamente e perguntou. – Tudo certo aqui, Nika? – – Eu estou bem, Lee, – ela disse. – Garrick aqui já estava saindo. Você não estava Garrick? – Garrick teve que resistir ao desejo de rosnar e mostrar os dentes para outro homem. Ele e seu lobo não gostaram da idéia de Lee tentando proteger a mulher que podia ser sua companheira. Garrick queria ser o único macho com aquele privilégio. Lutando para manter seu lobo a distância, sabendo que se seu controle escorregasse e Nika visse a mudança em seus olhos ou suas garras provável correria dele, decidido a deixar as coisas assim no momento. Ele desistiu de sua chance de saborear seus lábios, mas isso não significava que ele estava desistindo completamente. Ele só continuaria voltando para ao pub até que de alguma maneira conseguisse que Nika mudasse de idéia sobre ele. A caminho da porta, Garrick pênis sou só o suficiente para acariciar a bochecha de Nika com a parte de trás de sua mão. Enquanto saia, sua audição sensibilizada pegou seu suspiro quase mudo. Saindo sobre a calçada, ele sorriu. Ela pode ter dito a ele não, mas ela não estava imune aos seus avanços como ela gostaria que ele acreditasse. Relutantemente Sua Capítulo Dois Nika conseguiu agir como se nada realmente tivesse acontecido depois que Garrick deixou o pub. Ela lavou o restante dos copos sujos e os pôs de volta em seu lugar atrás do balcão. Ela percorreu todo o pub vazio e colocando todas as cadeiras e bancos sobre as mesas enquanto Lee limpava a cozinha. De nenhuma maneira demonstrou o quão quente e rápido seu sangue corria em suas veias. Não até depois que Lee partiu, e ela subiu para seu apartamento acima do pub, Nika parou de esconder suas emoções caóticas. Ela fechou a porta do apartamento, e recostou-se contra ela, e deixou as lembranças de Garrick vim à tona. Santo inferno. Nika tremulou uma mão na frente de seu rosto para tentar refrescar suas bochechas aquecidas. Garrick estava andando, falando de sexo. Quando ela foi dizer a ele que era hora de fechar, e ele tinha se aproximado, seus joelhos tinham virado geléia. Ela tinha ficado intensamente despertada, a umidade de buceta cresceu mais quando olhou fixamente em seu olhar faminto. Pelo menos uma hora passou desde que ele partiu, e seu corpo ainda não tinha esfriado. Ela podia facilmente ter se afogado em seus olhos marrons, deixado ele a tocar, e saboreá-la como ele tinha estado tão perto de fazer antes de ela o parar. Maldito David por torná-la uma caçadora tímida quando se trata de homens que ela se sentia atraída. Se não por ele tê-la abandonado, seria muito provável que ela convidaria Garrick e tomaria o que ele obviamente ofereceu. Nika se afastou da porta e cruzou o apartamento para seu quarto. Embora estivesse tarde, ela colocaria um pijama, assistiria um pouco de TV, e tomaria uma taça de vinho. Ela precisava distrair seus pensamentos de Garrick, ou ela nunca poderia pegar no sono. Com outro dia inteiro cheio da correria no pub a esperando ansiosamente, ela não podia se ao luxo de estar exausta na manhã seguinte. * * * * * Lobos do East Anglia 3 11 Virando-se novamente, Garrick olhou para janela do quarto e o fluxo de luz solar que brilhava pela fenda onde suas cortinas não cobriam. Ele balançou sua cabeça em direção a sua mesa de cabeceira e olhou para o relógio digital. Logo após 11h30min da manhã. Ele tinha bastante tempo para por em ação a Operação Nika. À noite anterior, ele conseguir entrar dentro da mansão onde ele vivia com o resto dos guerreiros de Tiw2 e chegar até seu quarto sem encontrar quaisquer dos outros residentes. Algo que ele era grato, porque ele ainda estava ostentando uma ereção infernal. Ele não tinha estado com nenhum humor para explicar por que ele estava andando em tais condições para alguns de seus companheiros de armas ou as duas mulheres que foram as primeiras companheiras a entrar em suas vidas. Se os outros guerreiros soubessem que ele achou a mulher destinada a ele, e descobrissem que ela rejeitou seus avanços, eles nunca o deixariam viver em paz. Eles considerariam isto um retorno para todas as porcarias que ele fez e disse para eles ao longo dos anos. Garrick não gostaria de ser constrangido por isto. Então depois de se isolar em seu quarto fechado pelo resto da noite, ele arquitetou um plano para conquistar Nika. Ele iria para o pub todo noite, como ele originalmente planejara, mas ele também teria certeza que Nika soubesse exatamente por que ele estava lá - por ela. Ele esbanjaria seu charme e derrubaria suas defesas até que ela finalmente a admitisse que ela o queria tanto quanto ele a queria. E ela o queria. O cheiro dela não mentia, não importa o que ela disse no seu rosto. Se alongando, Garrick sentiu a aflição de seu pênis ereto. Sua ereção armada levantando o lençol que o cobria da cintura para baixo. Ele estava neste estado de constante de estimulação desde que conheceu Nika. Ele fechou seus olhos e alcançou sua ereção debaixo dos lençóis. Ele acariciou com sua mão para cima e para baixo seu eixo, trazendo a imagem de Nika e seu intoxicante cheiro para o primeiro plano de sua mente. Cortando um gemido, ele bombeou sua mão um pouco mais rápido. Ele imaginou Nika o acariciando, e a fantasia o deixou mais duro. Depois de alguns golpes, Garrick lançou seu pau e saiu da cama. Nu, ele caminhou para seu banheiro. Ele ligou o chuveiro, entrou, e voltou a se acariciar até que ele encontrou a liberação. O orgasmo aliviou o extremo, mas ele não se enganava que estaria pronto novamente em caso de encontrar Nika novamente. Ele rapidamente terminou seu banho, se vestiu, e desceu as escadas. Neste momento do dia, os outros provavelmente ainda estavam dormindo. Ele se dirigiu à cozinha para ver quem estaria lá. 2 Tiw – é o filho de Woden, e de acordo com alguns relatos, sua mãe é Frigg, a rainha dos deuses. Ele é o deus da honra marcial, Deus da defesa e da vitória, o mais valente dos Deuses de acordo com os anglo-saxões. Relutantemente Sua Garrick decidiu que ele não pegaria nada para comer. Ele tinha a intenção de encomendar comida no pub. A única pessoa que estava lá ...

Feminina Comfort Preto Total Ramarim Ramarim Sapatilha Sapatilha mostrar mais
Etiquetas:
  • Relutantemente

Comentários para: #3 - Relutantemente Sua • 0

Ramarim Sapatilha Ramarim Sapatilha Preto Feminina Comfort Total