Alexia Preto Alexia Fernanda Bota Bota TX1805 AN18
01 de setembro de 2018, 15h55

Bota Fernanda TX1805 Alexia Preto AN18 Alexia Bota 6wqHp5qa

A entidade justifica a paralisação dizendo que a falta de fiscalização e atitudes práticas por parte do órgão governamental têm trazido enormes prejuízos aos caminhoneiros autônomos do pais

Paralisação dos caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra, no Rio de Janeiro. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC-Brasil), soltou um comunicado em 30/08, informando que “dentro de 10 dias fará uma mobilização nacional paralisando por tempo indeterminado com o único objetivo de chamar a atenção do governo federal pelo não estabelecimento e não cumprimento da fiscalização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a devida e prometida ampla divulgação dos pontos de fiscalização como prevê a Lei 13.703”.

A entidade justifica a paralisação dizendo que a falta de fiscalização e atitudes práticas por parte do órgão governamental têm trazido enormes prejuízos aos caminhoneiros autônomos do pais. “A ANTT não instituiu uma fiscalização eficaz na primeira tabela da Resolução 5.820 (que estabeleceu os preços mínimos dos fretes) e já está às voltas com outro aumento do diesel”.

Uma das exigências dos caminhoneiros é a dissolução da atual diretoria da ANTT. Além disso, os transportadores também pleiteiam uma vaga por estado no conselho da agência reguladora do transporte no país.

Impactos da greve
A greve dos caminhoneiros teve forte impacto sobre a economia brasileira. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial encolheu 11% em maio, comparativamente a abril. E em relação ao mesmo mês de 2017, a retração foi de 6,6%. As vendas no varejo se retraíram 5,1% se comparadas a abril.

A paralisação dos caminhoneiros foi um dos fatores que contribuiu para o fraco desempenho do PIB no segundo trimestre, que teve um crescimento de 0,2% em relação ao primeiro e de 1% em relação ao mesmo período de 2017.

Os dois setores mais afetados pela paralisação dos caminhoneiros foram os que apresentaram maior retração: a indústria de transformação recuou 0,8%, enquanto serviços de transporte, armazenamento e correios recuaram 1,4%, ambos na variação trimestral dessazonalizada.

Fernanda Alexia AN18 Bota Bota Preto Alexia TX1805

Bota Fernanda TX1805 Alexia Preto AN18 Alexia Bota 6wqHp5qa Bota Fernanda TX1805 Alexia Preto AN18 Alexia Bota 6wqHp5qa Bota Fernanda TX1805 Alexia Preto AN18 Alexia Bota 6wqHp5qa Bota Fernanda TX1805 Alexia Preto AN18 Alexia Bota 6wqHp5qa

Detalhes do produto

Bota Alexia Fernanda AN18-TX1805 Indicação: Casual   Perfil: A Bota Alexia Fernanda AN18-TX1805 tem o cabedal em material sintético forrada, fechamento em zíper, detalhes de fivelas nas laterias. Com palmilha macia para maior conforto. Seu solado em borracha garante mais estabilidade durante o caminhar. Possui salto com 5 cm e cano com 35 cm de altura. Dica de Moda: A Bota de Montaria, já existem há muito tempo, porém era utilizado somente no meio rural, por praticantes de hipismo. Com a chegada da tendência naturalismo a moda, elas foram repaginadas e ganharam o ambiente urbano com um toque de elegância. As botas de montaria estão presentes neste inverno. São fáceis de combinar e alongam a silhueta, por isso serve para todas as mulheres. São elegantes e servem para qualquer ocasião. Sobre o conforto que essas botas oferecem o assunto é indiscutível: não machuca o pé e protege do frio, ainda mais no inverno quando as temperaturas são mais baixas.   Composição Cabedal: Confeccionado em material sintético forrada. Fechamento em zíper, detalhes de fivelas nas laterais. Palmilha: Macia. Solado: Em borracha. Salto: Com 3 cm de altura. Cano: Com 27 cm de altura. Produto Garantia: Contra defeito de fabricação. Origem: Nacional. Peso Aproximado: 481 g Embalagem Peso: 1107 g Comprimento: 31 cm Largura: 28 cm Altura: 10 cm * O peso do calçado varia de acordo com a numeração. Dicas de conservação e limpeza  Após o uso, o calçado deve ser seco à sombra por 12 horas antes de ser guardado. Período suficiente para que o suor natural dos pés se evapore. Limpeza  Deve ser efetuada logo após o uso. Usar pano limpo, levemente umedecido com água pura. Secar o calçado à sombra em ambiente ventilado. Nunca use máquina de lavar ou secar para nenhum tipo de sapato. Não acelere a secagem, altas temperaturas afetam alguns componentes do calçado. Não utilize alvejantes nem sabão que contenha soda ou cloro.  Em materiais naturais o excesso de luz e umidade pode causar manchas ou alteração de cor no produto, isso não é considerado defeito de fabricação, portanto, cuide bem de seu calçado. Materiais Sintético: Limpar com um pano umedecido e sabão neutro. Secar à sombra. Para retirar odores, deixe em local arejado por 12 horas.